aranhas

Home > Controle de Pragas

Como vivem

As aranhas são animais peçonhentos e geralmente causam pavor em humanos e outros animais quando presentes. Apesar de serem importantes aliados do homem no combate às pragas, elas podem atacar quando provocadas, ocasionando picadas doloridas e algumas vezes fatais.

Se alimentam de insetos e pequenos vertebrados; vivem geralmente em ambientes tais como: jardins, gramados, porões e sótãos das casas, sob pedras e em outros locais onde haja acúmulo de telhas, caixotes velhos, madeiras e etc.

Um programa efetivo de controle para aranhas consiste em investigar os tipos de aranhas envolvidas e onde elas estão ativas, bem como os fatores que contribuíram para a permanência das mesmas em determinado local. Deve-se observar também como elas penetram na estrutura infestada. Podemos dividir as aranhas em três grupos de importância:

ARANHAS CAÇADORAS:

São aquelas que penetram nas construções em busca de insetos, seu alimento favorito. Elas habitam locais com vegetação densa, com acúmulo de folhas, madeiras e outros objetos velhos, de tal modo que seu controle deve ser direcionado para o exterior, a começar pela eliminação dos excesso de vegetação ao redor da construção. Ex.: Wolf, Spiders, Ground Spiders, jumping spiders.

ARANHAS CONSTRUTORAS DE TEIAS:

Capturam sua presa através da construção de vários tipos de teia. A estrutura da teia é freqüentemente uma grande arma na identificação da aranha. Este tipo de aranha pode ser encontrada tanto dentro, com fora das edificações, porém próximo a sótãos. Ex.: Viúva Negra, Hobo Spiders.

ARANHAS PASSIVAS:

São aquelas que esperam o aparecimento da presa, no caso também os insetos. Uma ou algumas podem invadir o intradomicílio e então estabelecer um crescimento da população. A ARANHA MARROM é o exemplo mais comum deste grupo e elas costumam esconder-se em locais abandonados e fendas tanto dentro como fora das edificações, portanto é necessário um controle peridomiciliar e intradomiciliar.

Como Controlamos

• Inspeção é o primeiro passo, nesta deve-se avaliar o grau, tipo e local de infestação.
• Após a inspeção, começar a aplicação pela pulverização nas possíveis áreas de infestação dessa praga.
• A pulverização consiste em aplicar produto líquido em toda a área do chão, alto da parede e no meio de entulhos.
• Pode-se aplicar o produto líquido com a atomizadora, dependendo do grau de infestação. Essa aplicação visa atingir partes que na pulverização normal não atinge.
• Estes insetos percebem o ambiente infectado por praguicidas, e estes podem se recolher em suas tocas.